terça-feira, 12 de abril de 2011

Elas também sabem ângulos:


            Que as formigas são inteligentes já se sabia, mas aos poucos se descobre como usam a cabeça: elas são capazes de avaliar ângulos e, por meio deles, decidir qual é a menor rota até os alimentos. Ou seja, elas sabem que a reta é a distância mais curta entre dois pontos e evitam os ângulos acentuados, que as afastam daquele caminho. Em uma experiência, as formigas podiam escolher entre andar 14 ou 28 centímetros até o alimento, e em 86% das vezes tomaram o atalho correto, já que o mais longo apresentava curvas de 30 e 45 graus. Como tanta esperteza cabe dentro de uma cabeça assim minúscula é um mistério, mas se sabe que elas trabalham por tentativa e erro. As formigas que saem em busca de comida exalam uma substância chamada feromônio, que marca a rota. Quando o trajeto tem ângulos fortes, elas deixam pouco feromônio ou simplesmente voltam. No final das contas, o percurso que tem mais feromônio é o mais curto. A descoberta foi feita por uma equipe de especialistas da Free University de Bruxelas, na Bélgica, que analisou a formiga preta de jardim, de nome científico Lasius niger.

Nenhum comentário:

Postar um comentário