segunda-feira, 17 de outubro de 2011

Matemática do amor

 Ser só o seu amigo não dá mais
Já não sei o que fazer da minha vida
Não tenho culpa se aconteceu
De me apaixonar por uma grande amiga

Já procurei nesse planeta mas não encontrei
Um matemático para calcular
Quantas batidas dá meu coração
Por segundo quando eu vejo você
Há se eu pudesse cronometrar
A velocidade do meu pensamento quando longe de ti
está

Em cada lugar que eu passo escrevo seu nome
E mando flores e cartas, mensagens de amor!
Eu fecho os olhos e sinto você me beijando
Você me tem como amigo mas meu sonho é ter seu amor!

Cantor: Vitor Hugo
Compositor: Vitor Hugo

Um comentário:

  1. Olá, Fernando!

    Muito bom! Isso é para lembrar que a matemática, de fato, está por trás de "tudo" e... é necessária até para expressar, quem diria, as nossas mais sublimes e/ou fortes... emoções!

    Um abraço!!!!!

    ResponderExcluir