sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

Quantos grãos de areia cabem no Universo?



Arquimedes, matemático grego do século III a.C., gostava de dar asas à imaginação. Certa vez resolveu contar quantos grãos de areia cabiam no Universo! Como os números deste sonho eram muito altos, ele os transformava em potências de 10 e fazia os cálculos com os expoentes. 

Assim, este genial pensador inventou um novo método em que os cálculos demorados e difíceis são feitos através dos expoentes das potências. Por 2 mil anos esta idéia incrível ficou guardada no armário da Ciência, até que surgiram necessidades cotidianas que a fizeram descer da prateleira.

Nos séculos XV, XVI e XVII, com o surgimento do comércio mundial, o homem precisou lidar com os grandes números do mercado internacional: das distâncias navegadas, da quantidade de mercadorias e das altas transações financeiras. Para lidar com estes novos cálculos, a idéia de Arquimedes foi retomada pelo matemático escocês John Napier (1550 a 1617), que sistematizou, assim, o conceito de logaritmo — a função logarítmica — na forma que hoje o conhecemos. 
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário