quarta-feira, 16 de outubro de 2013

A história do teclado QWERTY

Conheça a história do teclado que usamos todos os dias, seja no computador, no smatphone ou no tablet.
Este teclado que você usa sempre que vai utilizar seu computador, smartphone ou tablet, é de um modelo bastante estranho não acha? Dando uma rápida olhada nele, você pode perceber isso. O que as letras “A”, “S”, “D” e “F” tem em comum para estarem lado a lado? É este teclado, estranho, que usamos todos os dias e sem questionar nada!
Acontece que não há uma história exata de como ele surgiu, existem várias teorias e todas concordam em uma coisa: que o surgimento do teclado está ligado as primeiras máquinas de escrever. Conheça, então, a história mais “verdadeira” que conta como o layout do teclado.

História de Chistopher Sholes

Na década de 60, um político, jornalista e inventor chamado Chritopher Latham Sholes, de Milwaukee (Wisconsin, nos Estados Unidos), gastava o tempo livre na construção de máquinas de escrever. Em 1868, Christopher patenteou uma das suas máquinas de escrever cujo teclado era constituído por 28 teclas. A equipe (Samuel W. Soulé, James Densmore, Carlos Glidden e Christohper) achava que seria o teclado perfeito, pois quem usava o teclado saberia rapidamente onde encontrar as teclas.
Porém, Christopher tivera que redesenhar o teclado, devido aos travamentos que ocorria se o usuário pressionasse rapidamente algumas teclas estavam lado a lado. Assim Christopher imaginou o teclado QWERTY, que iria separar algumas sequências de letras comuns, no inglês, como “th” ou “ele”. Algumas modificações foram realizadas no teclado pouco antes de começar a ser produzido, o teclado que seria QWERTY, virou QWE.TY.
Em 1873, uma máquina de escrever com 43 teclas surgiu. Christopher e seus companheiros, entraram em um acordo de produção com a Remington (empresa que produzia máquinas de precisão). Em 1878, a patente dos EUA nº 207559 (imagem abaixo), marcou a primeira aparição de um teclado QWERTY. A Remington provou que o modelo de teclado seria um sucesso.
Patente de Christopher Sholes mostranto o teclado QWERTY
Patente de Christopher Sholes mostranto o teclado QWERTY


Já em 1890, havia mais de 100 mil máquinas de escrever, produzidas pela Remington, que usavam como modelo do teclado o QWERTY. O layout se tornou um sucesso, e teve seu futuro definido quando, em 1893 as cinco maiores empresas que fabricavam máquinas de escrever: Remington, Caligraph, Yost, Densmore e Smith-Premier, se fundiram formando o Union Typewrite Company e concordaram em adotar o QWERTY como modelo padrão (igual ao que conhecemos e usamos hoje) de todas as máquinas de escrever produzidas.
Apesar do seu sucesso, Cristopher não estava convencido que o layout QWERTY era o melhor sistema para as máquinas de escrever. Mesmo tendo vendido seus projetos para a Remington, ele continuou a pesquisar melhorias para as máquinas de escrever. Isso inclui vários layouts de teclado, como outra patente de Cristopher confirma.
Outro layout de teclado criado por Christopher Sholes

Outro layout de teclado criado por Christopher Sholes


Apesar de seu enorme sucesso, o teclado QWERTY tem seus concorrentes. Um dos seus maiores rivais é o layout desenvolvido pelo Dr. August Dvorak em 1930, chamado de teclado de Dvorak. O Dr. August alegava que o seu layout proporcionava uma digitação mais rápida.
Dvorak, o concorrente do QWERTY
Dvorak, o concorrente do QWERTY

Mesmo que o layout do Dr. August proporcione uma digitação mais rápida e eficaz, será muito difícil ele ser adotado hoje, até mesmo em 1930 já era tarde de mais. O mundo aprendeu a digitar usando o teclado QWERTY, e ele está simplesmente em tudo.



Leia mais no Oficina da Net: http://www.oficinadanet.com.br/post/11684-a-historia-do-teclado-qwerty02#ixzz2htuW4wqk

Nenhum comentário:

Postar um comentário