sexta-feira, 23 de maio de 2014

8 ilusões de ótica impressionantes

Uma ilusão de ótica é, em termos leigos, uma imagem capaz de enganar o nosso cérebro pra parecer outra coisa. Em outras palavras, toda a informação que o olho recebe é processada de modo falho pelo cérebro, e as medidas e formatos acabam não batendo com a realidade. Confira a seguir 8 exemplos estonteantes desse fenômeno:

8. ILUSÃO DE JASTROW

Essa é uma ilusão descoberta pelo psicólogo americano Joseph Jastrow, em 1889. Na imagem, vemos a figura A e a figura B logo abaixo dela, que parece ser maior do que a primeira. Só que pasmem: elas são idênticas!
2a8

7. BLIVET

O blivet, também conhecido como poiuyt, é uma figura indecifrável por ser um objeto cuja existência não bate com o nosso plano de realidade. Ela parece ter três canos cilíndricos em um lado, que misteriosamente perde um de seus componentes e se torna um retângulo no outro lado.
2a7

6. EFEITO BEZOLD

Esse é um efeito de tonalidades, que ganhou esse nome por causa de um professor de meteorologia alemão chamado Wilheim von Bezold, que descobriu que uma cor pode parecer diferente dependendo das suas cores adjacentes. Nessa imagem, podemos ver que o vermelho parece mais claro quando cercado de tiras brancas, e mais escuro com as pretas, quando na verdade se trata da exata mesma cor.
2a6

 5. ILUSÃO DA PAREDE DA CAFETERIA

Essa é uma ilusão de ótica descrita inicialmente pelo Dr. Richard Gregory, que observou o curioso efeito dos ladrilhos de uma lanchonete enquanto tomava seu café. Ela faz com que as linhas horizontais pareçam estar tortas, e é causada por uma camada de argamassa cercando cada ladrilho. No caso, o cinza da imagem.
2a5

4. ILUSÃO DE EBBINGHAUS

A Ilusão de Ebbinghaus é uma ilusão de percepção relativa de tamanho. Na sua versão mais famosa, vemos dois círculos laranjas idênticos cercados por círculos azuis de tamanhos diferentes; o primeiro deles parece maior que o segundo.
2a4

3. CUBO DE NECKER

Se trata de um desenho ambíguo. Basicamente, só as linhas de um cubo numa perspectiva isométrica, o que significa basicamente que as bordas paralelas do cubo são desenhadas como linhas paralelas. Quando duas linhas se cruzam, a imagem não especifica qual está na frente e qual está atrás, o que dá uma característica de ambiguidade à percepção. Isso se chama Percepção Multiestável.
2a3

2. ILUSÃO DA SOMBRA DO XADREZ DE ADELSON

Essa imagem mostra o que parece ser um tabuleiro de xadrez preto e branco, com um cilindro que gera uma sombra em cima do tabuleiro. À primeira vista isso não parece nada demais, mas na verdade os quadrados brancos na sombra e os pretos fora da sombra são da exata mesma tonalidade. Pois é.
2a2

1. ILUSÃO DE ZÖLLNER

Nessa figura, as linhas pretas parecem não ser paralelas. Só que são. A combinação de ângulos da imagem é a responsável por criar a impressão de que um lado é mais largo do que o outro. Bizarro, né?
2a1

Fonte: http://www.macacovelho.com.br/8-ilusoes-de-otica-impressionantes/

Um comentário:

  1. Olá prof. Fernando Lopes!

    Ótimas ilusões de óptica essas que você nos mostrou nesse artigo de seu blog. Parabéns pela publicação, gostei bastante. Estou passando para informar que a pouco tempo mudei o link do meu site (Vivendo entre Símbolos) e só agora percebi que meu feed ficou desatualizado nos blogs parceiros que tinham meu link antigo em suas listas de blogs. Gostaria de lhe pedir por gentileza a alteração do link de romirys.blogspot.com.br para meu novo link : www.vivendoentresimbolos.com

    Agradeço pela atenção, no mais fico no aguardo pela alteração.

    Caso possa divulgar o meu banner também em seu site o código se encontra no link abaixo:

    http://www.vivendoentresimbolos.com/p/parceria.html

    Att. Romirys Cavalcante

    ResponderExcluir