quarta-feira, 1 de março de 2017

Você sabe o que é a Cristalografia?

A Cristalografia, que é o estudo dos cristais e de suas estruturas e propriedades, é uma área do conhecimento que antecede a ciência moderna. Apesar de sua longa história, ela é dinâmica e está em constante transformação.
A Cristalografia de Proteínas é um bom exemplo desse avanço. O estudo da estrutura cristalina de proteínas extremamente complexas levou à compreensão de diversos processos biológicos em escala molecular e a mudanças fundamentais no tratamento de várias doenças crônicas.
Outras áreas de rápido desenvolvimento também se destacam. Os programas de computação revolucionaram a representação das estruturas cristalinas, e a apresentação das estruturas produz imagens de beleza comparável a obras de arte abstrata.
cristalografia
Estruturas tridimensionais de proteína
O próprio desenvolvimento de computadores e dispositivos portáteis, com seus microprocessadores e monitores, baseia-se em parte no conhecimento de estruturas cristalinas. Os nanomateriais, fragmentos de matéria pequenos demais para se organizar em cristais, têm propriedades controladas pela sua superfície, que pode ser descrita por meio de planos cristalinos. É vital compreender por que materiais cristalinos e não cristalinos se comportam de modos diferentes, já que o comportamento é fortemente ligado à estrutura cristalina.
A Cristalografia, portanto, tem papel importante em um amplo espectro de disciplinas, incluindo Biologia, Química, Ciência e Tecnologia dos Materiais, Mineralogia, Física e Engenharia. Dois exemplos adicionais irão ajudar a perceber essa abrangência.
Os avanços científicos da primeira metade do século XX em áreas como a energia nuclear e a tecnologia de semicondutores foram desenvolvidos, em parte, com base no conhecimento detalhado de estruturas de compostos metálicos e não metálicos.
Na segunda metade do século XX, a Biologia Molecular, com uma abordagem voltada à Cristalografia, possibilitou mudanças radicais na medicina, desde o conhecimento de moléculas biologicamente importantes, como a insulina, passando pela determinação da estrutura cristalina do DNA, até os estudos recentes da estrutura complexa de proteínas.

Fonte: http://www.comunitexto.com.br/voce-sabe-o-que-e-a-cristalografia/#.WLdxTN9tnIU


Bem-vindo a toca do réptil

Na verdade, estou falando de rep-tile (do inglês, "repplicating tile", ou "ladrilho replicante"), também chamado polígono replicante, que é uma figura no plano que pode ser dissecada em diversar cópias  idênticas a ela, todas com a mesma forma, só que menores. As figuras podem ter fronteiras em comum, mas não devem sobrepor. Se um polígono tem l lados e pode serr cortado em c cópias, ele é chamado c-rep-l-gono. São conhecido diferentes rep-tiles de 4 lados (4-gonos). A maioria deles é 4-rep mas existem k-rep 4-gonos para todo k.
 
Todo triângulo (3-gono) é 4-rep. Alguns triângulos especiais são 3-rep ou 5-rep.
Até agora só foi descoberto um rep-tile dc 5 lados: a esfinge. Ela requer 4 cópias. Existe um único 5-rei 3-gono (triângulo), e exatamente três 4-rep 6-gonos são conhecidos.
 
 Existem muitos rep-tiles que esticam o bpolígono ao limite. E alguns vão além disso, tendo infinitos lados — mas, ei, temos que ter a mente aberta.
O primeiro 4-rep 4-gono da primeira flgura também é 9-rep. Você consegue disseca-lo em nove copias de si mesmo Ate onde sei, todo polígono 4-rep também é 9-rep, mas isso ainda não foi provado de forma geral.
                                                                                                                                                                                                                                  
Referência: Stewart,I- "Incríveis passatempos matemáticos".

Fonte: http://www.proenc.iq.unesp.br/index.php/matematica/243-bemvin